RGA: Em Luta por Letras!

Colegas,

Hoje, dia treze de Março de dois mil e dezoito, ocorreu uma das Reuniões Gerais de Alunos mais importantes e concorridas dos últimos anos na Faculdade de Letras. Hoje, os estudantes demonstraram toda sua união e força face à atitude intimidatória com que a AE foi confrontada por parte do Director da faculdade, Professor Doutor Miguel Tamen.

Em causa, o CEI – Os Letrinhas – creche dependente da Associação de Estudantes -, e um espaço cronicamente deficitário para as contas da AE, o qual necessita urgentemente de uma solução.

Face a esta situação, a Direcção da AEFLUL procurou o Director da Faculdade para, em conjunto, se procurar uma solução viável para o futuro da creche. Apesar de ter manifestado disponibilidade imediata para ajudar a AEFLUL a lidar com esta questão, o “apoio” que o Director sugeriu tinha como contrapartida a apropriação de todas as concessões da Associação de Estudantes.

As soluções apresentadas pelo Director implicavam, assim, a total perda de autonomia deste organismo representativo dos estudantes, algo que atenta contra a Lei do Associativismo Jovem e contra o Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior (RJIES), que preveem e defendem essa mesma autonomia.

Após formulação de contraproposta pela AEFLUL, o Director mostrou uma “flexibilidade” irrelevante, propondo deixar para a AE não mais do que duas das concessões pior remuneradas – e, logo, insuficientes para assegurar a sobrevivência da AEFLUL. A aceitação desta proposta implicaria, também, a perda da autonomia da AE não constituindo, por isso, uma real alternativa.

Sublinhe-se que ao longo das diversas tentativas negociais encetadas pela AEFLUL, o Director reconheceu que o seu real objectivo passava por ficar com todas as concessões. Assim, e face às recusas da AEFLUL em aceitar propostas que lhe retirariam a autonomia, o Director da FLUL afirmou a sua intenção de apropriação das concessões da AE pela FLUL, independentemente de se chegar a algum tipo de acordo, alegando uma suposta violação dos termos do Protocolo que a liga à AEFLUL, no contexto de uma prática que há anos tem sido aceite pela FLUL sem qualquer reivindicação de incumprimento.

Ao longo de todo este processo, a AEFLUL lamenta também o facto de o Director ter evidenciado um profundo desconhecimento do enquadramento legal que rege as Associações de Estudantes, assim como da realidade dos preços praticados nas concessões da AEFLUL.

Informados sobre esta situação, e esclarecidas todas as dúvidas que apresentaram durante a Reunião Geral de Alunos realizada esta tarde, os estudantes decidiram, por maioria, repudiar a atitude do Direcção da FLUL durante as reuniões já havidas, recusar liminarmente a proposta da Direcção, mandatando ainda a Direcção da AEFLUL para prosseguir com as negociações, sem nunca abdicar da “defesa dos superiores interesses dos estudantes”, garantindo “a sobrevivência da Associação de Estudantes até às últimas instâncias e consequências”.

Eleições para Os Fazedores de Letras

A Mesa da RGA vem, pelo presente, informar que as eleições para Os Fazedores de Letras serão feitas nos mesmos moldes da eleição para os órgãos sociais da AEFLUL.

As datas do processo eleitoral são as seguintes:

  • 14 de Março – data final para a entrega de candidaturas
  • 16 de Março – início da campanha eleitoral
  • 21 de Março – fim da campanha eleitoral
  • 23 de Março – data da eleição

A Mesa da RGA

Eleição para o cargo de Director da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

A Direcção da Associação de Estudantes da Faculdade Letras da Universidade de Lisboa vem, por este meio, felicitar o Professor Doutor Miguel Tamen, recém-eleito para o cargo de Director da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Desejamos o maior sucesso neste mandato e salientamos desde já a nossa disponibilidade para cooperarmos em prol dos alunos e da nossa instituição.

Saudações Académicas,
A Direcção da Associação de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

Acção Social

Na passada quarta-feira, a AEFLUL reuniu-se com o Administrador dos Serviços de Acção Social da Universidade de Lisboa (SASUL), de forma a esclarecer algumas questões que têm surgido relativamente à atribuição das Bolsas de Acção Social, de residências, bem como sobre o facto da Cantina Velha ter estado encerrada durante a última semana de aulas, em Dezembro.

Assim, e segundo a informação transmitida pelo mesmo, cabe-nos comunicar aos estudantes que os processos de atribuição da Bolsa de Acção Social encontram-se em fase final de avaliação. Dos processos pendentes registam-se processos alvo de oposição e ainda processos que registam falta de documentos. Segundo a informação prestada, pede-se a todos os alunos que efectuaram oposição, que aguardem até informações futuras, e aqueles que ainda não receberam resultado da candidatura, que verifiquem a existência de notificações pendentes no sistema da DGES; de igual modo recomenda-se que confirmem se todos os seus dados pessoais foram correctamente introduzidos durante a candidatura. Caso verifiquem que todos os passos foram devidamente preenchidos e que não existem notificações pendentes, devem contactar os SASUL directamente, através de telefone ou na sua sede na Cantina Velha, para averiguarem a situação em conjunto.

Foi também prestada a informação, por parte do Administrador dos SASUL que, à data da reunião, todas as camas disponíveis dos SASUL se encontram atribuídas e que, por esse motivo, os estudantes que ainda não receberam colocação em residências, não a receberam porque já se encontram lotadas.

Abordámos também o facto de a Cantina Velha ter estado encerrada durante a última semana de aulas – motivo que trouxe vários alunos à Associação. Assim, fomos informados que a mesma esteve encerrada para obras de revitalização, entre elas a alteração da iluminação interior e a troca de mesas e cadeiras da zona do snack bar e do andar da Macrobiótica.

Embora de louvar a já necessária reabilitação do espaço, a AEFLUL deixou vincada a sua posição: estas alterações súbitas devem ser comunicadas aos alunos e à comunidade associativa académica, de forma a estarem ao corrente da situação para que as entidades possam avisar os seus estudantes quanto à disponibilidade ou à indisponibilidade dos espaços de uso comum, para que possa ser encontrada uma solução eficaz quando estes espaços estão interditos.

Saudações Académicas,
A Direcção da Associação de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.